sexta-feira, 10 de julho de 2015

Musa da Semana (de volta!): A história de superação de Jennifer

Quando criei este blog "Impressões", alguns amigos que me acompanham há muito tempo lá no Blog de Luiz Felipe Muniz comemoraram dizendo que teríamos muito mais da série "Musas da Semana". Quem sabe até "Musa do Dia".
Mas ultimamente eles tem reclamado, dizendo que eu abandonei o tema.
Não é que tenha abandonado, mas é que tenho feito apenas uma média de um post por semana (tanto aqui como no outro blog citado), devido à minha falta de tempo.
Aí não dá para colocar no único post semanal um assunto único, no caso as nossas queridas musas.
Mas isso é temporário. Em breve haveremos de voltar (eu e o Felipe) com posts diários, aí vai ficar mais fácil retornar com as moças bonitas que enriquecem os nossos espaços.
Mas, para não dizer que abandonamos totalmente tema tão importante, presenteamos nossos 17 leitores nesta sexta-feira ensolarada de inverno com uma edição especial que tem uma historinha interessante (sempre tem uma história, né?!).
A nossa belíssima musa selecionada tem uma história de superação muito legal.
Sabem aquelas brincadeiras perigosas com álcool que nós, quando crianças, sempre fazíamos escondidos dos pais? Pois é. Ela e o irmão resolveram tocar fogo em um formigueiro. Aí já sabem, a coisa saiu do controle e o resultado foi que ela teve 60% do corpo queimado. Tinha então apenas cinco anos.
Sofreu mas sobreviveu. Fez diversas cirurgias difíceis ao longo de anos e padeceu com perseguição de colegas de escola por causa das marcas.
Superou tudo isso. Uma lição do que é acreditar na vida.
Aos 22 anos restaram apenas algumas marcas em alguns pontos que ela tratou de cobrir com tatuagens. Só dá para perceber se olhar bem de perto. Eu queria olhar! : )
Bela história, não é mesmo? Mas a vitória daquela menina não acaba aqui. Ela quer mais. Quer ser eleita a mulher mais sexy do Brasil em um concurso promovido pela Revista Sexy!
Vamos ouvir seu próprio depoimento: “Sofri muito e por muitos anos. Além das dores e o tratamento de raspagem, que para uma criança já é traumático, sofria bullying na escola por conta das marcas. Preconceito sempre existiu, mesmo que disfarçado”, relembra ela. “Hoje quando me olho no espelho me sinto vitoriosa. E de certa forma esse acidente ajudou para que eu tivesse meus objetivos bem firmes".
Surpresos? Pois seguem algumas fotos da carioca Jennifer de Paula (ou Jeni-Fer Beck) para que vocês confiram o resultado final desta "reconstrução" física, mental e espiritual.
Nem conheço as outras candidatas, mas ela já tem o meu voto!











5 comentários:

  1. FINALMENTE!!!! FAZENDO JUS AO QUE FOI O INICIO DO BLOG E TAMBÉM AOS ESPECIAIS NO BLOG DO FELIPE.
    QUERO TODO DIA UMA SELEÇÃO DESSA COM UMA HISTÓRIA LEGAL E UM TEXTO LEGAL IGUAL A ESSE. É PEDIR DEMAIS/
    RARARARARA
    ABRAÇÃO AMIGÃO!

    ResponderExcluir
  2. Essa moça precisa de muito carinho sempre. Eu gostaria de dar todo carinho que ela merece!

    ResponderExcluir